Trilha “W” no Torres del Paine | DIA 1

DIA 1 (31/01/2015)

Camping “Las Torres” e mirante das Torres Del Paine

DSC_0093

São as 21h deste meu primeiro dia de caminhada, acabei de jantar um macarrão pronto com sabor-tipo-miojo com um grão de bico supimpa, ideal por ser fácil de preparar e forte o suficiente para repor as energias. Me encontro no Camping Torres, um dos dois campings grátis que o parque oferece, porém o único que devemos reservar ao entrar no parque. Este é um detalhe importante, pois eu só descobri por acaso e fui informado na bilheteria de entrada.

Entrei no Parque Nacional Torres Del Paine pela entrada Laguna Amarga. É possível entrar no parque por outras duas vias, a Entrada Oficial e a entrada de Pudeto. Cada um possui suas características e localização, porém muitos optam pela Laguna Amarga por se tratar da mais próxima as Torres. No meu caso, o dia estava fantástico e todos aconselharam, caso o estivesse aberto, começar por aqui.

Comecei o dia as 07:30h da manha, quando o ônibus rumo ao Parque saiu de Puerto Natales. Após cerca de 2h30 depois, chegamos nesta primeira parada. Feito o devido cadastro e o “salgado” pagamento da entrada, seguimos para uma pequena sala onde um guia do parque nos instrui com um vídeo as regras e condutas gerais do Parque. É importante este momento, já que não são poucos os casos de pessoas que, irresponsavelmente, querem fazer fogueiras dentro do parque, o que resultou em um grande incêndio alguns anos atrás.

DSC_0003

Ao chegar nesta primeira entrada, uma opção conveniente é tomar um microbus ($2.800) que nos leva ao Hotel Las Torres, de onde realmente inicia a trilha para a base das Torres. Alguns optam por fazer este trecho já caminhando, porém o que se diz é que não há muito para se ver e sao quilômetros consideráveis, já que nos esperavam 5 horas de caminhada até o mirante destas lindas montanhas. Desta forma, optei por fazer este trecho inicial neste microbus lotado de mochiloes e viajantes de todo o mundo.

Recém desci do microonibus, me juntei com uma simpática alemã, Lucilla e um brother chileno, Diego, que também andava viajando só. Desta forma, nos acompanhamos neste primeiro dia de intensa caminhada, no vai e vem dos vales e montanhas que já se configuravam a nossa frente. A Lucilla iria voltar no mesmo dia para Puerto Natales, já eu e o Diego seguiríamos juntos ao longo dos 4 dias, já que estavamos com o mesmo plano de cumprir a trilha “W” em 4 dias.

DSC_0038

Trilha “W”

mapaPAINE

Este é o nome do trajeto que me propus realizar. O que pode-se encontrar é que muitos o fazem em 5 dias, porém é possível realizá-lo em 4 dias, porém com intensa caminhada. É conhecido como “W” justamente por formar esta letra do alfabeto, ao longo das encostas das lindas montanhas que compõem o Parque Nacional Torres Del Paine.

O trajeto básico é o seguinte:

  1. Primeiro dia: iniciar pelas Torres e dormir no Camping “Torres”
  2. Segundo dia: Descer das Torres, para chegar ao Camping “Cuernos” ou “Italiano”
  3. Terceiro dia: Adentrar no Valle Frances, chegando até o Mirador Britanico para obter a preciosa vista panorâmica deste cordão montanhoso, com os famosos “Cuernos Del Paine” no nosso lado direito. No mesmo dia, descer de volta e chegar até o Camping Paine Grande, um dos maiores e mais bem estruturados do Parque
  4. Quarto dia: Caminhada intensa para chegar ao Glaciar Grey, já no final da “W”.

Este mesmo trajeto pode ser feito ao contrário, porém como me aconselharam que, se houvesse bom tempo, já aproveitasse para “matar” as Torres,  assim o fiz. De fato, não houve melhor opção para mim: dias completamente ensolarados e aberto, com muito bom clima e vento razoável.

A Trilha “W” também é conhecida por abranger o melhor deste imenso Parque Nacional, já que permite ver o que há de mais intenso: suas montanhas, flora e fauna típicas e, seguramente, um trekking de alto nível, com diversos tipos de dificuldades. O bom é que, iniciando pelas Torres, deixamos pra trás a parte mais difícil e empinada.

Este início de trilha que empreendemos foi bem tranquilo, mas vai tornando-se cada vez mais íngreme. Segundo alguns, de fato o trecho mais intenso de todos, além de estar com as mochilas cheias de comida e um item básico, mas desnecessário: a água. Que este item é básico em qualquer situação, isso já sabemos. A questão é que, na minha falta de planejamento, não me dei conta que ao longo do parque vamos encontrando rios e riachos que descem diretamente dos glaciares que se encontram nas montanhas, o que oferece ao viajante uma constante fonte de água pura e cristalina. O único objeto que se faz necessário, por assim dizer, são 1 ou 2 cantis para levar esta água, até encontrarmos um outro riacho onde poder enche-los novamente.

Após aproximadamente 2h30 caminhando, parando para beber água ou comer alguma coisa, chegamos ao nosso primeiro objetivo, o Camping Chileno. Este é um dos campings pagos no parque e paramos nele para descansar um pouco e ir ao banheiro, que pareceu bem organizado. Seguimos assim com rumo ao nosso próximo objetivo e, 2h depois, chegamos ao Camping Las Torres. Nos separamos de (NOME) e só iríamos encontrá-la mais uma vez, descendo da base das Torres, já apressada para tomar seu onibus de volta a cidade. Eu e o Diego já não víamos a hora de largar nossas mochilas, armar as barracas e seguir ao mirante, distante aprox. 1h, seguindo por um caminho empinado e irregular. Por volta das 17h, estávamos nós de frente a esta maravilhosa expressão da natureza, as grandiosas Torres Del Paine, com sua bela laguna aos pés do glaciar que se desprende de suas encostas. Estar ali me deu uma sensação renovadora e comovente, me deu forcas e um sentido para tudo isto que faz parte de mim. Ainda faltariam 3 dias de pura caminhada, porém tudo começava a fazer sentido e me senti bem por estar ali. Me lembrei aqui de uma outra linda montanha que tive a satisfação de conhecer, o Monte Fitz Roy, em El Chaltén, Argentina. Se quiser lembrar dessa aventura, clique aqui.

Por fim, deixo aqui um breve resumo do que foi meu primeiro dia no Torres Del Paine:

  • 5h30 de caminhada (nível médio), com subida e terreno irregular
  • Mochila muito pesada com roupas que com certeza não vou usar
  • Essencial levar sua comida e água (encontrada pela caminho), porém tem que arcar com o peso nas costas
  • Caminhada intensa final para chegar ao mirante das Torres Del Paine

Campamento Torres | Dia 1
31/01/2015

One comment

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s