Recife e suas pontes

DSC_0979-2Na matéria de hoje vamos conhecer minha cidade natal, Recife, e um pouco de seu patrimônio histórico. Estou falando de suas pontes e o bairro do Recife, mais conhecido como o Recife Antigo.
O foco é justamente mostrar um pouco da beleza dessa minha terra não só para quem é de fora, mas principalmente para brasileiros que vem visitar uma das mais importantes cidades do nordeste brasileiro.

Arrecife é a forma antiga do vocábulo recife, ambos originários do árabe ár-raçif, que significa calçada, caminho pavimentado, linha de escolhos, dique, paredão, cais, molhe. Fonte: Wikipédia

Recife possui um patrimônio histórico que remonta aos primórdios da fundação do estado brasileiro, o que nos leva diretamente a ocupação holandesa em 1630. A invasão por parte dos holandeses da Capitania de Pernambuco, então a mais rica capitania do Brasil Colonial e a maior produtora de açúcar do mundo, tem profundas raízes exploratórias e econômicas e deixou um legado importante na arquitetura e urbanismo da cidade. É neste contexto que a Companhia Holandesa das Índias Ocidentais ocupará esta região por 24 anos. A construção da Maurisstad (Cidade Maurícia ou Mauricéia), quem sabe foi um dos maiores resultados, já que durante 1637 a 1644 a região foi governada pelo conde alemão Maurício de Nassau. O império holandês nas Américas foi composto na época por uma cadeia de fortalezas que iam do Ceará à embocadura do rio São Francisco, ao sul de Alagoas. Os holandeses também possuíam uma série de feitorias na Costa da Mina e em Angola, situadas no outro lado do Atlântico, o que lhes dava controle sobre o açúcar e o tráfico negreiro, administradas pela Companhia das Índias Ocidentais.

A companhia tornou-se instrumento da colonização holandesa nas Américas e foi responsável pela ocupação de áreas no nordeste brasileiro no século XVII. O conde desembarcou na Nieuw Holland, a Nova Holanda, em 1637, acompanhado por uma equipe de arquitetos e engenheiros. Nesse ponto, começa a construção de Mauritsstad, que foi dotada de pontes, diques e canais para vencer as condições geográficas locais.

É com essa contextualização histórica que mostramos as pontes do Recife e seu centro histórico, que remontam muito dessa época e também mostram o estado atual de sua preservação. Lembramos que estas pontes são utilizadas dia a dia para conectar o centro e permitem a passagem de milhares de pessoas e veículos diariamente.

Para quem visitar o Recife, a dica é essa: aproveitar o belo clima, fazer um passeio pelo rio e pelo Recife Antigo (precos e consultas, aqui) e levar o que há de bom dessa terrinha. Aproveitem as fotos!

Recife, 30/06/2016 .:. Recife e sua pontes

Responder

Por favor, inicia sesión con uno de estos métodos para publicar tu comentario:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s